sábado, 9 de janeiro de 2010

A Natureza, o Desfrutador e a Consciência


Humildade; modéstia; não-violência; tolerância; simplicidade; aproximar-se de um mestre espiritual genuíno; limpeza; firmeza; autocontrole; renúncia aos objetos do gozo dos sentidos; ausência de falso ego; a percepção segundo a qual o nascimento, a morte, a velhice e a doença são condições desfavoráveis; desapego; estar livre de enredamento com filhos, esposa, lar e o resto; equanimidade diante de acontecimentos agradáveis e desagradáveis; devoção constante e imaculada a Mim; aspirar a viver num lugar solitário; afastar-se da massa geral de pessoas; aceitar a importância da auto-realização; e empreender uma busca filosófica da Verdade Absoluta - declaro que tudo isto é conhecimento, e algo diferente é ignorância.

fonte: Bhagavad-gita, cap. 13 versos 8-12

2 Comentários:

Anonymous Anônimo disse...

I think this is your tattoo. A little big but exotic.

29 janeiro, 2010 16:33  
Blogger Veridiana disse...

Gita é um livro realmente fascinante. Estou terminando mas com vontade - e necessidade - e começar de novo.
Retribuindo a visita e agracendo a mensagem! Também gosto do que estou lendo por aqui!
Você me parece o tipo de escritor que vai direto ao ponto mas sem ser óbvio. Bem original, aliás!(Será que me expressei direito?!) o.O
Inté!

05 fevereiro, 2010 00:21  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial