quarta-feira, 26 de agosto de 2009

A ausência do que nunca se teve



Se tem alguma coisa que devo aprender (ou sofrer) nesta encarnação é a ausência.

Já tive:
Pai ausente
Incentivo ausente
Professora ausente
Esperança ausente
Amigo ausente
Vontade ausente
Governo ausente
Guru ausente
Ambição ausente
Grupo ausente
Chefe ausente
Funcionário ausente
Apoio ausente
Coragem ausente
Namorada ausente
Idéia ausente
Meta ausente
Grana ausente
Eu ausente

...e agora estou experimentando a:
Orientadora ausente


Uma vez perguntei para uma criatura:
Sempre sozinho, porque sempre sozinho?

Ela me respondeu:
Você não está sozinho, Deus está sempre com você.

OK, OK, ótimo......., sem querer desprezar a presença imperceptível para mim do todo poderoso, mas... não tem com ter algo menos divino e mais profano do meu lado, não ?

O problema não é o estar sozinho, a solidão em si, mas sim o não poder contar com mais ninguém.

Se eu não fizer, não ficará pronto.
Se eu cair, ninguém me levantará. :-(

1 Comentários:

Blogger Underdog disse...

Veja as coisas de outro ângulo: Antes só que mal acompanhado. Se você não fizer, não haverá mais ninguém com capacidade de fazer. Se você cair, ninguém vai te chutar ou rir de você.

08 setembro, 2009 14:58  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial