quinta-feira, 5 de julho de 2007

Há 10 tipos de pessoas no mundo

As que conhecem binário e as que não conhecem


Algum tempo atrás eu escrevi sobre arquétipos e acho mesmo que todas as séries de sucesso dão certo porque criam personagens de vários tipos diferentes. A fórmula é certa. Com algum personagem o expectador vai se identificar e automaticamente vai começar a gostar do seriado. Isso acontece com Friends, Sex & the City, Seinfeld, Lost...


Hoje eu tive meu dia de Chandler Bing. Esse personagem irônico da série Friends tem uma vida complicada: os pais são separados. Isso porque o pai virou uma drag queen. A mãe é sexóloga e escreve livros de auto-ajuda. Isso sem contar a ex-namorada de voz nasalada, a Janice (Oh...my...God!). Até viajou pro Iêmen pra se livrar dela. Ok... Minha vida não é tão ruim assim. O que importa é que ninguém sabe a profissão dele. Nem os melhores amigos. A essa altura já se imagina qual seja...

Pois é. Hoje à tarde eu estava verificando a consistência de um relatório com bug (nome bonitinho para um defeito) e achei deprimente. Cadê aquele glamour que os computadores tinham nos anos 80? Talvez essa reflexão tenha coincidido com o fato de eu não estar muito feliz onde trabalho ou com o fato de voltar a estudar. Pode ser porque faz dez anos que eu trabalho com isso... pelo menos cinco anos na área de testes. É uma área bem mais nova do que a computação e consequentemente menos reconhecida. Acho que o curso vai fazer com que eu me questione cada vez mais. Não devia ter lido aquele livro do Jack Welch... Ignorance is bliss.

2 Comentários:

Blogger Alex disse...

Podia ser pior, baby. Você podia ser o Sting =P
N-way... olha pelo lado bom: vc tem amigos como eu ;)

06 julho, 2007 15:41  
Blogger Underdog disse...

Pior é a comparação que rola na Internet entre profissionais de informática e prostitutas. Pior porque é verdadeira.

Beijos

13 julho, 2007 19:11  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial